segunda-feira, 8 de março de 2010

Porque acordaram tão tarde?! pasteis 0 SPORTING C.P. 4

Em jogo da 22.º jornada da Liga Sagres, o Sporting foi ao Restelo vencer a equipa do Belenenses, por 4-0. Depois de uma primeira parte algo lenta, Liedson, com um poker (50, 60, 80 e 88 minutos) fez o resultado com que os «leões brindaram» o último classificado da competição.
Para a deslocação a Belém, Carlos Carvalhal colocou o mesmo «onze» que na passada semana derrotou o FC Porto (3-0), com a excepção de Carriço que, por lesão, ficou de fora do jogo do Restelo. Assim, Polga e Tonel formaram a dupla de centrais, enquanto Abel e Grimi ocuparam as laterais. No centro, Pedro Mendes e Miguel Veloso actuaram como pivots defensivos, deixando o ataque à baliza de Bruno Vale a cargo de Izmailov e Djaló, nas alas, Moutinho a 10 e Liedson como o único, mas bem apoiado, ponta-de-lança.
Foi exactamente ao ataque que o Sporting «entrou» na partida, com Abel muito activo no corredor direito - nos primeiros minutos cruzou duas vezes para Liedson, mas o internacional português não conseguiu abrir o activo. Seguiram-se alguns minutos de total domínio «verde e branco», com os homes da «cruz de cristo» a verem o Sporting jogar. Ainda assim, e também devido ao mau estado do relvado, as oportunidades de golo não eram muitas (Veloso tentou por duas vezes, mas Bruno Vale segurou ambas) e foi com naturalidade que o intervalo chegou com um nulo no marcador.

Para o segundo tempo, Carvalhal colocou Saleiro no lugar de Djaló e o domínio do Sporting manteve-se, mas com golos. Logo ao quinto minuto da etapa complementar, Saleiro lancçou Izmailov na esquerda, o russo cruzou para o segundo poste, onde apareceu Liedson, sozinho, a fazer o primeiro.
Os «leões» jogavam rápido e era uma questão de tempo até mais golos aparecerem; aos 55 minutos Saleiro combinou com Liedson e rematou com estrondo à barra da baliza belenense e cinco minutos depois Liedson fez 2-0, depois de alguma confusão na área, na sequência de um pontapé de canto.Com uma vantagem segura, o Sporting voltou a baixar o ritmo de jogo mas, mesmo assim, os comandados de Carvalhal continuaram a controlar a partida e a criar perigo junto da área da equipa da casa.
Já perto do final do encontro (80 m), Liedson, depois de tirar dois adversários do caminho e ainda de fora da área rematou, de pé esquerdo e em jeito, para o fundo da baliza de Bruno Vale, que ficou «pregado» ao relvado. Parecia que Liedson se ficaria pelo hattrick, mas o «levezinho», depois de grande jogada de Saleiro pela esquerda, só teve de empurrar para a baliza, completando o poker e fazendo o resultado final.

2 comentários:

Anónimo disse...

É PA MADRID É PA MADRID! SPORTING SEMPRE OBRIGADO! DUXXI ORS

Tomás disse...

Green is the Colour
http://www.youtube.com/watch?v=H5oRNYJa4k0&NR=1